Bleach – A popularidade durante as sagas

Todos conhecem esse mangá. Muitos viraram fãs pela fama do anime que se espalhou absurdamente rápido por todo o mundo. Começando do fundo do poço, se erguendo, construindo um carisma abalador e depois voltando para a escuridão. Confira a trajétoria do amado e odiado Bleach, aquele mangá que todo mundo comenta.

O Início de Bleach e sua recepção

Inicio

O início de Bleach foi pra lá de conturbado. Pra começar, o mangá foi recusado de primeira, pois nutria de muitas semelhanças com Yu Yu Hakusho, que ainda estava sendo publicado na revista Shonen Jump nessa época,  mas a sorte dele, é que Akira Toriyama fazia (e ainda faz) parte da staff da revista e ao ler o piloto de Bleach, mandou uma carta a Tite dizendo para ele não desistir da ideia, pois ela tinha muito potencial e só precisava de algumas mudanças. Depois disso Kubo tentou a sorte e publicou Zombie Powder em 2000, mangá que acabou por ser cancelado com 4 volumes.

Depois disso em 2001, Tite resolve aplicar certas mudanças no seu antigo piloto de Bleach e resolveu publicá-lo nesse, o que o tornou em um dos mangás mais vendidos no Japão e no mundo.

Bleach teve um começo decente nos rankings da revista, mas ele vivia constantemente freqüentando o fundo da revista. Isso só foi mudar com o início do arco “Soul Society”, arco que ainda é considerado o melhor da série pela maioria dos fãs. A partir desse arco, as posições de Bleach mudaram drasticamente. Se antes o mangá amargava posições no fundo da revista, agora ele começava a ficar frequentemente no topo dela, isso tudo ainda no início do arco, pois na metade em diante, já começava a ter um aumento de vendas bem maior.

A popularidade durante o arco ‘’Hueco Mundo’’

Uma tabela mostrada recentemente mostra as vendas dos volumes de Bleach do volume 32 ao 55. Uma coisa a ser notada é que as vendas durante o arco Hueco Mundo, também eram incrivelmente altas nesse período, com destaque aos volumes 36 e 37, onde fora mostrado os flashbacks do Vizards.

Porém começamos a perceber uma ligeira queda dos volumes que cobriam a Guerra em Karakura, mas nada muito drástico, pode se dizer que essa pequena queda se deve as várias críticas sobre a enrolação no arco, deixando de mostrar vários assunto que muitos fãs esperavam, como a bankai de Shunshui, Ukitake, etc..

Somente nos 2 últimos volumes do arco, que as vendas voltaram a subir.. mas não pra sempre…

A queda de popularidade no Arco ‘’Fullbring’’

Aqui acontece a tão comentada “queda de Bleach”, tanto nas vendas dos volumes quanto nos rankings da Jump. Tudo isso se deve ao fato da grande mudança que o mangá teve nesse arco, deixando de lado os Shinigamis, focando-se mais nos novos personagens e na busca de Ichigo por ter seus poderes de volta. As vendas a partir do volume 49 começaram a cair drasticamente, com uma diferença enorme em relação ao volume 48.

 As vendas só começaram a aumentar a partir do volume 53, penúltimo do arco. Nisso, Bleach conseguiu dar uma melhorada nos rankings da Jump, pegando até uma segunda posição nas ToCs, posição que ele não pegava há muito tempo. Porém, o mangá nunca mais conseguiu voltar ao topo da revista e ali se manter.

A Recepção do começo do Arco Final

O arco final de Bleach chegou cercado de vários anúncios, informações de que seria revelado o mistério do nascimento de Ichigo, as bankais dos capitães restantes e o esquadrão zero. O mangaká teve até uma folga de três semanas pra planejar o arco, até publicou varias páginas durante esse hiato, com entrevistas falando desse novo arco e várias outras coisas.

Ao contrário do que se pensava, o arco não anda sendo bem avaliado nos rankings, ainda não voltou à sua velha posição junto com One Piece e Naruto. Deixando o ranking de lado, o volume 55, vendeu em sete dias, a mesma quantidade que os dois volumes anteriores conseguiram vender em três semanas, chegando em mais de 600.000. Ali já se percebe um bom aumento nas vendas, mesmo sendo pelo fato deste volume conter um pequeno databook extra, chamado Rebooted Souls. Mesmo assim, acho que não alterou em nada, já que quem não comprava, nem ia começar de novo por causa de um databook, certo? Acredito que houve esse aumento pelo simples fato de que os fãs enxergaram a qualidade do mangá estar maior.

Conclusão

Enfim, o fato é que, Bleach desde o começo teve uma vida conturbada na Jump e mesmo assim o autor Tite Kubo conseguiu manter o mangá bem, ainda que com muitas pessoas criticando. Não dá para imaginar se Bleach voltará a vender mais de 800.000 cópias em poucas semanas como antigamente, ou se acabará sendo cancelado, que nem o finado Nurarihyon No Mago(coisa que até então, eu achava impossível de acontecer).

O certo é que Bleach vai dar muito o que falar mesmo depois de seum fim. Ainda que seja pela boca daqueles que gostam ou dos que detestam. O certo é sentar e aproveitar esse arco que até agora, tem tudo pra ser excelente.

Por MrCaiops

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

Esse post faz parte do evento da blogosfera de mangás animes, chamada Jump Weekend. Em comemoração ao aniversário de 44 anos da revista Shonen Jump, o evento se dará do dia 30 de Junho à 2 de Julho, com reviews e tudo relacionado à essa grande antologia de mangás. Confira abaixo a lista com os blogs participantes e seus respectivos posts:

Anúncios

15 comentários em “Bleach – A popularidade durante as sagas

  1. Pingback: #JumpWeekend Review: Sket Dance «

  2. Pingback: Pedido de desculpas ao #JumpWeekend « Mangatom

  3. Pingback: ToCast 20 – Shonen Jump 1968 – 1989 « Mangatologia

  4. Pingback: Analisando… #01 – Jump Weekend! – Mangás de esportes da Jump | Hakuren

  5. Pingback: CORRA PRA LER #03: Dr. Slump – Especial #JumpWeekend | Show de Mangá

  6. Pingback: Todo o carisma de novo candidato a principal pilar da Jump: Toriko! « Xtreme Divider

  7. Pingback: Aprenda que a máfia também pode ser divertida com Katekyo Hitman REBORN! « Xtreme Divider

  8. Pingback: Coluna do Alchemist - I''s / Jump Weekend #01 ~ Anime Freak Show v4

  9. Pingback: Coluna do Alchemist - Slam Dunk / Jump Weekend #02 ~ Anime Freak Show v4

  10. Pingback: #JumpWeekend: O amor e a aventura através dos espelhos de Kagami no Kuni Harisugawa « Another Warehouse

  11. Pingback: Analisando o Volume 1 de Hikaru no Go « Xtreme Divider

  12. Pingback: #JumpWeekend: Porque conhecer Rurouni Kenshin? « Anime Portfolio

  13. Pingback: Mestres Mangakas: Yoshihiro Togashi « Anime Portfolio

  14. Pingback: Coluna do Alchemist - Divulgação / Jump Weekend #03 ~ Anime Freak Show v4

  15. Pingback: #JumpWeekend: O mundo louco e cheio de deliquentes e bebês demônios de Beelzebub « Another Warehouse

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s